terça-feira, 12 de setembro de 2017

Foi estranho

Sinto tantas saudades dele, sinto saudades do seu toque, do seu abraço, do seu beijo, sinto falta da sua presença. Ainda vou tendo algumas recaídas não o posso negar, e estás recaidas dão me para chorar compulsivamente e quando me consigo acalmar só o meu soluçar se ouve, mas neste momento já só sinto a sua falta.
Como é óbvio ainda não me sinto preparada para avançar com ele só para uma amizade...

Hoje felizmente ou infelizmente não sei muito bem...ele teve que passar cá por casa, porque precisava do profissionalismo da minha mãe para ela lhe retirar uns espinhos de ouriço do mar do pé.
Fiquei surpreendida comigo mesma, e da forma como consegui ser forte e mostrar alguma indiferença enquanto ele cá esteve! Parecíamos uns parolos, nem nos cumprimentar ou despedir soubemos fazer como deve ser...eu própria não sabia se lhe haveria de dar um abraço, ou um beijinho na bochecha...Foi estranho!!
Assim que ele se foi embora o meu coração já não gritou por ele, como eu pensei que fosse acontecer. Até estou bastante calma por enquanto, o que não significa que amanhã não me dê uma recaída, não é isso que eu quis dizer...eu quis dizer que sinto que o meu coração já se está a conseguir recompor, e que a chama que eu tinha por ele já está guardinha num lugarzinho do meu coração!

Mas quem sabe só o tempo o dirá, se daqui a uns tempos não nos reconciliarmos e se não voltaremos a estar juntos.... afinal a esperança é a última a morrer, e eu só espero que um dia consigamos estar bem um com o outro sendo amigos ou não!

Sem comentários:

Enviar um comentário